Imperfeito se torna belo…

De tanto errar os caminhos, de tanto não conseguir dar sentido a muito do que vemos, vivemos, ouvimos ou até mesmo falamos, percebemos que de uma hora para outra tudo o que não sai como queremos nos diz o que fazer depois.

Todos já  conhecem a famosa história de que o passado é imutável, o futuro não existe e o presente é uma chance que temos de nos orgulhar do passado e arriscar um futuro…

Enfim cheguei a este post, presente que pretendo me orgulhar amanhã e que dessa inspiração o futuro seja um risco do qual um dia, eu quererei me lembrar.

Essa musica que trago para vocês me inspirou, não só pela bela melodia e pela apresentação simples e bonita que esse senhor fez e faz com vários clássicos, mas em minhas voltas pela net, procurando videos, procurando músicas e vários entretenimentos, me deparei com este que sem usar palavras e mesmo assim mexendo com os sons e com a musica, me inspirou.

Inspirar para? A resposta é bem complicada de dar, mas a inspiração é fácil de sentir… basta você perceber a vida que acontece, a vida que deixa de acontecer nessa imperfeição do dia a dia.

Deitar na cama e sentir a dor nas pernas de um dia bem vivido, de uma luta não ganha, mas uma luta comprada e encarada de frente, todas essas imperfeições tornam o que há de mais excitante nessa jornada.

A vontade é a mais imperfeitas das sensações, pois ela nasce do anseio do que não se tem ainda, e quando se tem, o verbo fica preso no presente, nunca querendo que o futuro chegue para que a conquista se torne passado e não possa mais ser vivida.

São essas belezas que não podemos mais tocar, que são imperfeitas até na sua própria concepção de existência temporária, que me fazem crer que nosso anseio e inquietação possam ser aproveitadas para parar de esperar e agir.

Queria fazer algo diferente e pedir para que aqueles que lerem este post nos conte qual(is) a(s) imperfeição(ções) mais bela(s) que há em sua vida.

Adoraria ler sobre e quem sabe conversamos um pouco sobre isso, como muitas vezes eu e o André o fazemos em reuniões tão imperfeitas e que fazem vale, as vezes, a semana toda!

Comentem nos contando sobre essa imperfeição, claro, se quiserem, se não, a minha intenção de tão simples se tornará um simples pedido sem resposta, mas mesmo assim, será imperfeita…

Um abraço,

Bruno

Anúncios

Sobre Bruno Oliveira

Aspirante ao curso de Medicina Ver todos os artigos de Bruno Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: