Resiliência e Atitude

Este post é antes de tudo, uma experiência.

Experiência essa que não tem imagem e sim apenas poucas palavras mas que me foram úteis.

Sempre me preocupei com o tempo, com as pessoas, com ser, construir e não fui percebendo o quanto eu deixava de aproveitar o que eu tinha a minha volta. É quase uma história repetida, eu sabia mas não levava a sério. Procurava alguém para culpar e no fim o culpado era eu mesmo.

Mas lamentar não é o melhor remédio, e nem é a melhor saída. Pelo contrário. Fazer diferente, lidar, encarar o sentimento e o problema de frente é a melhor solução. Estamos expostos aos riscos, assim como estamos expostos aos bônus de nos arriscarmos.

A capacidade de resiliência, que foi destaque e ainda é sempre nas terapias de casal, terapias individuais ou em grupo, é o principal adjetivo que pretendo misturar aos meus advérbios e formar meu sujeito, sempre desigual, sempre diferente. Igual ao hoje, e diferente do ontem e do amanhã.

Viva e dê a volta por cima! =)

Abraço

Anúncios

Sobre Bruno Oliveira

Aspirante ao curso de Medicina Ver todos os artigos de Bruno Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: