2011 foi um ano bom

the big bang theory amigos friends carro foto 2011 foi um ano bom blog não pense

Tenho aquele hábito de todo fim de ano escrever uma lista de objetivos a se alcançar para o próximo, dos desejos mais simples aos quase utópicos. Ainda não defini os objetivos de 2012, mas ao reler os de 2011 fiquei muito feliz em perceber que alcancei quase todos, com muito sangue e suor. Confirmei o que já sentia no meu íntimo, 2011 foi um ano excelente, daqueles para levar na memória.

Fiz novas amizades e fortaleci as antigas. Senti da maneira mais maluca e sublime o que esse amor fraternal pode nos causar e o jeito bom que ele influencia a vida. Conheci o amor de diferentes formas, em diferentes intensidades e sou grato por isso.

Descobri mentiras e traições daqueles que se diziam amigos e aceitei que de fato não eram, nem chegavam perto. Aquela máxima da maça podre nunca foi tão verdadeira, mas a recíproca também existe. A vida fica mais leve quando você se livra de pessoas ruins.

Vi 7 ministros caírem e me pergunto se isso indica que a política do país está caminhando para algo mais transparente ou se só mostra que os nossos “governantes” estão cada vez mais caras de pau, roubando até o que não tem.

2011 foi um ano bom blog não pense capa veja corrupção  Edição de 26 de outubro de 2011

Edição de 26 de outubro de 2011

Vi países derrubarem seus ditadores e lutarem por algo que acreditavam. Alguns conseguiram, outros continuam na luta, mas ao menos demonstraram sua força. Nós Brasileiros precisávamos aprender com isso, pois eu acredito que temos potencial para sermos o que quisermos! Sermos OS MELHORES. Mas o governo e outros agentes controladores não querem que saibamos disso e vão fazer de tudo para que essa situação não mude. Questiono-me: O que faremos em 2012 sobre isso? Continuaremos a olhar para o outro lado e fingir que está tudo bem?

Por um golpe de sorte somado com muito suor conquistei uma grana, conheci novos lugares, bares e restaurantes. Comprei mais do que precisava e não vou mentir dizendo que isso não é bom, mas, só me senti realmente completo, com aquelas coisas simples da vida que temos de graça.

Busquei algo desconhecido sem saber ao certo o que era. Aprendi que nem sempre o que queremos é realmente o que precisamos, mas isso não quer dizer que saí perdendo. Colhi ensinamentos de uma vida, mudei meus pensamentos e minhas atitudes mais do que certas pessoas conseguem em toda a existência.

Senti ódio. Senti solidão. Senti abandono. Me perdi, corri atrás de mim e depois fugi. Mas sempre tive pessoas que não me deixavam desistir, que me carregaram nas costas quando foi necessário. Precisei passar pelos momentos mais sublimes e outros mais desesperadores para aprender a olhar um pouco mais à frente.

Fiz algumas boas bobagens (existe isso?). Acordei em camas desconhecidas. Tive noites totalmente deletadas pelo meu cérebro (com ajuda do álcool) e corri riscos desnecessários. Mas saí vivo de tudo. Talvez por sorte, talvez por ter amigos que cuidem de mim, talvez por que o santo que minha mãe reza seja forte e em alguns casos por que no fundo eu sou bonzinho (apesar de às vezes odiar isso).

faça coisas erradas para aprender 2011 foi um ano bom blog Não Pense

Fui amado e me perderam; Amei mas também não foi suficiente e a perdi. Conheci algo que nunca tinha sentido antes, amei muito alguém e sofri por isso. E por mais que a dor às vezes fosse insuportável, algo em mim sorria, pois eu sabia que era um jeito de nos conectarmos. Sou feliz por saber que também sou capaz de amar incondicionalmente.

Conheci muita gente. Ouvi histórias. Participei de algumas vidas e fui retirado à força de outras. Aprendi que algumas pessoas vão se aproximar de você por puro interesse e quando ele acabar, você não terá mais utilidade e será descartado (o mundo está cheio de gente que te ama com data de validade). Mas também percebi que tem outras que fazem questão de continuar na sua vida mesmo quando você não faz nada de mais para merecer. Disso tudo, aprendi a seguinte lição: As pessoas não são substituíveis.

Finalmente aceitei que não adianta ficar insistindo em certas pessoas. Quem te quer por perto vai reservar um espaço especialmente para você. Não é preciso ficar lutando o tempo todo por isso. Tem gente que não vai querer, simples assim, supere e siga em frente. A vida é muito curta para gastar com gente que só te faz duvidar de si mesmo.

Eu quis o mundo (ainda quero). Fui atrás de conhecimento apenas para descobrir que não sei nada e que o caminho é longo. Percebi que alimentar a mente é tão necessário quanto alimentar o corpo e a falta disso nos consome, abre a cabeça para pensamentos ruins.

Vi conhecidos casando, tendo filhos, seguindo com o ciclo natural da vida. Vi crianças ensinando velhos, vi formigas derrubando leões. Caí mais vezes que gostaria mas sempre tive uma mão para me ajudar a levantar, mãos que eu sabia que podia contar e outras que eu nunca imaginaria receber apoio.

Fiz 25 anos sem dramas, sem preocupações. Hoje sei escolher minhas batalhas e aceitar um pouco melhor minhas derrotas. Aprendi que desistir ou adiar um sonho é muito mais válido do que passar o tempo todo lamentando por não o ter realizado.

Saio desse ano de peito aberto, desejando ter a força necessária para enfrentar o que vier para mim em 2012 (de repente até o fim do mundo rs). Posso até desistir se achar necessário, mas não vou parar. Por que esse ano eu aprendi de mais sobre mim e sobre a vida. Esse ano eu me encontrei.

Um beijo e um abraço do gordo, Feliz Ano Novo!

“Queira!
Basta ser sincero
E desejar profundo
Você será capaz de sacudir o mundo,
Vai! Tente outra vez!”

Anúncios

Sobre André Nery

André Nery, formado em Publicidade e Propaganda com ênfase em Marketing pela Unaerp de Ribeirão Preto em 2009. A experiência que adquiri até o momento foi como Design, que embora aprecie muito, tenho afinidade, interesse e disponibilidade para atuar nas demais áreas da Publicidade. Ver todos os artigos de André Nery

3 respostas para “2011 foi um ano bom

  • Aline

    Lindo texto André! Acho que cada um se identifica com um pedaço senão com ele inteiro.

    Adorei 🙂

    ;*

  • Joanilson

    2011 foi um ano em que nada que eu planejei deu certo, foi um ano que testou muito a minha capacidade de me reerguer, de replanejar as coisas, de recomeçar do zero. Aprendi muito com esse ano, mas espero que 2012 seja tempo de colher os frutos desses aprendizados de 2011.

  • Matheus Farizatto

    Uau! – “Aprendi que desistir ou adiar um sonho é muito mais válido do que passar o tempo todo lamentando por não o ter realizado”.

    E um ótimo novo ano pra você, Andre!
    Espero trocar muita figurinha contigo este ano.

    Abração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: