HOMEM INDECISO

Olá leitores, hoje na nossa seção “textos colaborativos” postamos um artigo de um blog parceiro, o Garotas Ce Pira.  Um blog com uma proposta diferente e com muito conteúdo, indicamos a todos! Vamos ao texto!
homem indeciso blog não pense ce pira

Nossa! só de falar em homem indeciso já vejo moças fazendo fila para ler o artigo, isso porque existem muitas nessa situação, sendo ENROLADAS é isso aí, como diz o ditado popular”O que não está decidido, decidido está”
Não são raras as histórias de mulheres que passam anos e anos esperando a atitude de um cara que se faz de coitado só para levar uma amizade com “beneficios” e o pior é quando o tal indeciso nem beneficios quer mais e ainda fica enrolando com frases do tipo:

*Eu não quero nada sério agora
*Não estou pronto
*tenho medo de me apaixonar
*Não se pode fazer as coisas por impulso é preciso pensar (kkkkkkkkkkk como dizia outro ditado, quem casa não pensa meu filho)

Queridas vou dizer uma coisa, não é minha mas com certeza vale para todas nós que já passamos por isso
Puts! Vai buscar seu orgulho ferido de mulher lá no subsolo do inferno!!! Não! tem dó dos meus ‘miolos’ e para de se prestar a esse papel, antes que você chegue a ver essa tal criatua maltratada pelo destino com outra e ainda dizendo para você: _ eu não queria mas, aconteceu.

Escutem… homem quando quer ele vai atrás, se ele ainda está naquela de não sei se peido ou não peido é por que com certeza você não dispertou nele aquela paixão que faz ele perder a pose de galinha e querer ser homem de verdade. Agora inventaram também o tal namorido, coisa de mulher que quer dar e casar mas como o cara não quer casar ela inventa um meio termo para se sentir mais importante dizem que é mistura de namorado com marido cepira? no meu tempo não existia isso não! E enquanto você fica aí fazendo tudo do jeito que ele quer, sendo o macho da situação chega uma mulhersinha pega esse cara e transforma ele no homem que ele nunca foi para você. Acorda!!!

Não seja chorona, não deixe que sua vida passe e você perca a oportunidade de evoluir, você merece ser desejada assim como todas e se ele não toma uma atitude isso já diz tudo, então você tome a atitude que precisa, saia correndo três dias e três noites sem parar até estar bem segura longe desse cara.
Aprenda que perguntas simples merecem respostas simples Por exemplo “quer namorar comigo” não precisa de muita conversa, basta um “sim”. E tem mais, porque um “o que você espera de nosso love?”, não pode receber um “sei lá…”

Senão, gatinha, o tempo passa… e em vez de gatinha você será uma mulher amargurada do lado de um cara estranho que mija no pé. traduzindo Homem indeciso não é homem para você!

Maysa Santos

Anúncios

Detalhes

detalhes blog não pense olhos verdes borboleta jarro texto

Sempre admirei aqueles que conseguem me conquistar pelos detalhes.
Seja um caso amoroso ou uma nova amizade.

A cada piscada de olhos uma surpresa, um carinho diferente, uma boa lembrança para guardar na memória…

Ai você chega assim como quem não quer nada, inofensiva, e vai conquistando aos poucos um espaço nesse coração cheio de remendos.

Deus está nos detalhes.
Você está nos detalhes.
E eu? Eu sou todo sorrisos.

Beijo do gordo


A gente vai mesmo futilizar desse tanto????

A mídia, a massa, a intelectualidade, a pseudo intelectualidade são assuntos tão batidos e tão discutidos… Por uma minoria. A grande maioria parece nem sequer estar afim disso. A exploração em cima da imagem de uma pessoa, de um produto ou de um comportamento é tão torpe e tão nojento  que nem o facebook está escapando.

Pelo mundo inteiro, a humanidade parece querer futilizar tudo. Salvo raríssimas exceções, vomitam na gente toda a sorte de porcaria que se pode imaginar.

A começar:

Que o cara ainda cante essa “música” (rsrsrs) tudo bem… mas a Época (revista conhecida no Brasil) me ponha uma capa dessas? É de se perder o respeito. “traduz os valores da cultura popular para os brasileiros…” ?????????????????

No Brasil é normal você colocar todo mundo no mesmo saco… Criaram:

-Cotas para alunos de escolas publicas, negros, pardos e indígenas.

Mas não criaram cotas para alunos que estudaram em escolas particulares graças ao esforço quadriplicado de uma mãe divorciada criando dois ou tres ou mais filhos sozinha.

Não criaram cotas para alunos de escolas particulares que eram filhos de funcionários da escola e que muitas vezes passaram por essas ou piores dificuldades, pois muitas escolas particulares são piores que publicas.

Mas ninguém deu desconto nos impostos porque o individuo estuda em escola priavada e não na pública, pelo contrário, os impostos estão embutidos nas mensalidades!

Mas o que isso tem a ver com Michel Teló? Época e etc?

Tudo a ver… é essa cultura que nós temos? Vamos continuar consumindo isso? Deixando passar barbáries na esfera da politica nacional? Cadê os assuntos pertinentes?

Se o Michel Teló ta bem de vida por causa de algumas palavras combinadas com uma “musica” e que a isso chamaram de sucesso, imagina ele:

De repente esse cara aparece até cantando no show da virada… você liga a televisão e lá esta ele, só se fala nisso, só se cultua isso pela mídia e ainda ficamos bravos quando alguém insulta nossa gente. A mídia mostra o que o povo se mostra disposto a comprar.

A gente ta la ralando, estudando, sofrendo para arranjar um lugar ao sol e esses caras andando de hiate, cagando e andando para Santos, Corinthians, seleção Brasileira e etc… e ainda recebendo muita grana para cada aparição….

E por quê?

Pois o povo consome esse LIXO.

O policial militar que se corrompe por causa de droga é chamado de corrupto… mas se ele não se corromper, ele morre, ou a familia dele morre, ou ele é obrigado a conviver com o salário de merda que ele ganha e ainda defender a nação e o princípio da ética e do profissionalismo!!!! Sorte dele se não precisar se corromper ou ter que aguentar universitário brigando contra governantes… governantes esses que …. o povo ELEGEU!

Mas o Adriano tem uma arma no seu carro, e a discussão foi:

– Quem disparou a arma na mão daquela mulher?

Eu gostaria de perguntar: Por que CACETE um jogador que já foi até preso por envolvimento com traficante, teria uma arma no carro????????

Porra!!!!!

E eu aqui, ao lado de vários vestibulandos que lutam em um sistema que oferece vagas em universidades Federais (muitas estão mal, bem mal das pernas) restritas e a gente discutindo de COPA DO MUNDO?

Discutindo de onde veio o tiro?

Se o Neymar engravidou uma ou duas?

Se Rafinha Bastos vai fazer novo programa ou não?

Veja o destaque dado a coisas inúteis perante a algo sério:

Tela da pagina inicial do UOL do dia 4 de Janeiro de 2011

BBB 2012????

Quem sai e quem fica? Quem leva a grana para casa ??

E vamos gastar energia e horas de sono com isso…. para ter assunto no dia seguinte… QUE BOSTA!

Sinceramente… vejo mesmo que a virada do ano é mesmo apenas uma mudança de data para você comprar uma agenda nova, mudar a folhinha do calendário da mesa de onde você trabalha, isso é… se você tiver uma mesa. Provavelmente essa mesa ta servindo de suporte para uma televisão onde esses caras vão estar transmitindo toda essa merda!

Pedro Bial que me desculpe, ele ta certo enriquecendo como nunca, mas virou uma piada nessas chamadas de BBB… Vai dar uma espiadinha na casa do C…….. e entenda esse C COMO quiser!

Sinceramente é deprimente pensar nisso…

Vou fazer assim, não vou pensar não…

Vou la tentar compor uma “música” e ser FODÃO… ou então mostrar “talento” com a bola no pé… Mas eu queria ver um desses de fato falar alguma coisa que preste ou então abrir um pouco o bolso para construir escolas, hospitais, abrigos, criar empregos, enfim… fazer alguma coisa que seja sustentável…

Abraço.

 


Quanto vale seu tempo?

Dedicamos parte de nossas vidas a pensar, viver, amar, sofrer, dormir, comer e etc etc etc. Com a aproximação da virada do ano, me peguei em pensamentos como:

A relatividade do tempo.

No dia mesmo da virada, recebi uma mensagem de minha amiga e sócia, me desejando feliz ano novo, por volta das 22h, ela, que estava em viagem para Europa, entrou primeiro em 2012. E eu ainda estava literalmente, no ano anterior. Rsrs…

Na hora me veio a cabeça o Sr Einsten e um questionamento para o começo desse ano. O que o tempo marca afinal? Sendo que na marcação oficial do tempo, naquele exato momento que recebi a mensagem de alguém que já estava… no futuro?

A convenção do tempo é uma coisa que chama muito atenção para as convenções do dia a dia.

O que temos que fazer…

O que temos que aprender…

O que temos que escolher …. e etc etc etc.

Eu sinceramente quero começar 2012 dizendo:

  • Aceite as convenções que melhor se encaixam a você.
  • Tudo, tudo mesmo é muito relativo.
  • Permita-se

Use cada minuto, hora ou dia desse ano como se ele fosse dinheiro.

Invista em…

Você.

Abraço. Feliz 2012.


2011 foi um ano bom

the big bang theory amigos friends carro foto 2011 foi um ano bom blog não pense

Tenho aquele hábito de todo fim de ano escrever uma lista de objetivos a se alcançar para o próximo, dos desejos mais simples aos quase utópicos. Ainda não defini os objetivos de 2012, mas ao reler os de 2011 fiquei muito feliz em perceber que alcancei quase todos, com muito sangue e suor. Confirmei o que já sentia no meu íntimo, 2011 foi um ano excelente, daqueles para levar na memória.

Fiz novas amizades e fortaleci as antigas. Senti da maneira mais maluca e sublime o que esse amor fraternal pode nos causar e o jeito bom que ele influencia a vida. Conheci o amor de diferentes formas, em diferentes intensidades e sou grato por isso.

Descobri mentiras e traições daqueles que se diziam amigos e aceitei que de fato não eram, nem chegavam perto. Aquela máxima da maça podre nunca foi tão verdadeira, mas a recíproca também existe. A vida fica mais leve quando você se livra de pessoas ruins.

Vi 7 ministros caírem e me pergunto se isso indica que a política do país está caminhando para algo mais transparente ou se só mostra que os nossos “governantes” estão cada vez mais caras de pau, roubando até o que não tem.

2011 foi um ano bom blog não pense capa veja corrupção  Edição de 26 de outubro de 2011

Edição de 26 de outubro de 2011

Vi países derrubarem seus ditadores e lutarem por algo que acreditavam. Alguns conseguiram, outros continuam na luta, mas ao menos demonstraram sua força. Nós Brasileiros precisávamos aprender com isso, pois eu acredito que temos potencial para sermos o que quisermos! Sermos OS MELHORES. Mas o governo e outros agentes controladores não querem que saibamos disso e vão fazer de tudo para que essa situação não mude. Questiono-me: O que faremos em 2012 sobre isso? Continuaremos a olhar para o outro lado e fingir que está tudo bem?

Por um golpe de sorte somado com muito suor conquistei uma grana, conheci novos lugares, bares e restaurantes. Comprei mais do que precisava e não vou mentir dizendo que isso não é bom, mas, só me senti realmente completo, com aquelas coisas simples da vida que temos de graça.

Busquei algo desconhecido sem saber ao certo o que era. Aprendi que nem sempre o que queremos é realmente o que precisamos, mas isso não quer dizer que saí perdendo. Colhi ensinamentos de uma vida, mudei meus pensamentos e minhas atitudes mais do que certas pessoas conseguem em toda a existência.

Senti ódio. Senti solidão. Senti abandono. Me perdi, corri atrás de mim e depois fugi. Mas sempre tive pessoas que não me deixavam desistir, que me carregaram nas costas quando foi necessário. Precisei passar pelos momentos mais sublimes e outros mais desesperadores para aprender a olhar um pouco mais à frente.

Fiz algumas boas bobagens (existe isso?). Acordei em camas desconhecidas. Tive noites totalmente deletadas pelo meu cérebro (com ajuda do álcool) e corri riscos desnecessários. Mas saí vivo de tudo. Talvez por sorte, talvez por ter amigos que cuidem de mim, talvez por que o santo que minha mãe reza seja forte e em alguns casos por que no fundo eu sou bonzinho (apesar de às vezes odiar isso).

faça coisas erradas para aprender 2011 foi um ano bom blog Não Pense

Fui amado e me perderam; Amei mas também não foi suficiente e a perdi. Conheci algo que nunca tinha sentido antes, amei muito alguém e sofri por isso. E por mais que a dor às vezes fosse insuportável, algo em mim sorria, pois eu sabia que era um jeito de nos conectarmos. Sou feliz por saber que também sou capaz de amar incondicionalmente.

Conheci muita gente. Ouvi histórias. Participei de algumas vidas e fui retirado à força de outras. Aprendi que algumas pessoas vão se aproximar de você por puro interesse e quando ele acabar, você não terá mais utilidade e será descartado (o mundo está cheio de gente que te ama com data de validade). Mas também percebi que tem outras que fazem questão de continuar na sua vida mesmo quando você não faz nada de mais para merecer. Disso tudo, aprendi a seguinte lição: As pessoas não são substituíveis.

Finalmente aceitei que não adianta ficar insistindo em certas pessoas. Quem te quer por perto vai reservar um espaço especialmente para você. Não é preciso ficar lutando o tempo todo por isso. Tem gente que não vai querer, simples assim, supere e siga em frente. A vida é muito curta para gastar com gente que só te faz duvidar de si mesmo.

Eu quis o mundo (ainda quero). Fui atrás de conhecimento apenas para descobrir que não sei nada e que o caminho é longo. Percebi que alimentar a mente é tão necessário quanto alimentar o corpo e a falta disso nos consome, abre a cabeça para pensamentos ruins.

Vi conhecidos casando, tendo filhos, seguindo com o ciclo natural da vida. Vi crianças ensinando velhos, vi formigas derrubando leões. Caí mais vezes que gostaria mas sempre tive uma mão para me ajudar a levantar, mãos que eu sabia que podia contar e outras que eu nunca imaginaria receber apoio.

Fiz 25 anos sem dramas, sem preocupações. Hoje sei escolher minhas batalhas e aceitar um pouco melhor minhas derrotas. Aprendi que desistir ou adiar um sonho é muito mais válido do que passar o tempo todo lamentando por não o ter realizado.

Saio desse ano de peito aberto, desejando ter a força necessária para enfrentar o que vier para mim em 2012 (de repente até o fim do mundo rs). Posso até desistir se achar necessário, mas não vou parar. Por que esse ano eu aprendi de mais sobre mim e sobre a vida. Esse ano eu me encontrei.

Um beijo e um abraço do gordo, Feliz Ano Novo!

“Queira!
Basta ser sincero
E desejar profundo
Você será capaz de sacudir o mundo,
Vai! Tente outra vez!”


Amor, espetáculo e cultura…

O amor é cultural? O comportamento diante dele é algo que aprendemos?

Questões como essas não são tão claras quando nos encantamos por alguém, e ainda mais quando olhamos para o dia a dia a “rotidiana” (rotina cotidiana), uma palavra que soa tão chato como o som que ela produz. O dia a dia pode parecer um tédio para os que querem a vida sempre com novidades. Isso é uma redundância enorme.

Imagine você, homem, chegando do trabalho todo cansado, e sabe que sua mulher também chegou do mesmo jeito. O sexo, o carinho, a conversa são formas de aliviar toda a tensão física e psicológica travada no dia a dia. Você chega em casa, e encontra dia após dia uma pessoa que sempre é a mesma. Isso é ruim?

Eu posso te garantir que não, pois pense que essa pessoa do dia após dia, é aquela que te conhece, que sabe quem você é, que conhece seus defeitos, suas qualidades, e até mesmo o que  fazer para te deixar mais…. calmo.

O mesmo digo as mulheres, que encontram seu parceiro e acham que ele trará grandes novidades. É até bom que ele não seja tão “novidativo” assim, pois isso traria sérios problemas ao casal. Mas vocês, e nós, nos entendemos muito bem quando lutamos pelos mesmos direitos. Ou seja, do mesmo jeito que o homem quer carinho, vocês também querem. Desse mesmo jeito, quando vocês querem ouvidos, eles também.

Por isso, a partir e agora neste post, não mais diferenciarei homens e mulheres, e direi pessoas!

As pessoas precisam de coisas e também sabem dar outras. E é isso que devemos nos focar. De onde vem isso? Aprendemos a amar? Sabemos  como nos portar diante de cada situação? A arte imita a vida ou a vida imita a arte?

Eu não sei bem a resposta, mas já tive a oportunidade de construir uma bela cena de amor para um amor meu, uma cena da qual jamais poderiamos, ambos, esquecer. Essa atitude, foi planejada, pensada, alimentada com carinho e com respeito. Não aquela coisa de esconder do outro, até o momento de ver se ele ou ela dá valor. A questão é: Mostre-se e deixe que a pessoa perceba o que perdeu, perderá ou nunca terá se não aproveitar as chances que o dia a dia nos proporciona.

A questão não é relevar erros ou acertos, a questão é fazer o espetáculo e deixar com que o público decida entre aplaudir ou simplesmente vaiar.

Quem teve a oportunidade de assistir a esse filme, pode perceber que o personagem interpretado por Adam Sandler, simplesmente não sabia o que fazer, e bolou uma idéia. Ele poderia simplesmente ter ficado puto com a mina por ela não lembrar dele, mas ele se importou apenas com o sentimento que ele teve e que ele imaginou que ela teve.

A grande sacada é a luta, é o trabalho, é o esforço, errando, acertando e corrigindo e errando, e arriscando. São verbos e não substantivos como: cobrança, valor (em o valor), e etc. É como um autor que escreve um livro nas páginas em branco sem cobrar delas respostas, acontecimentos ou qualquer coisa que seja, ele simplesmente se inspira e escreve. Se forem dois autores, cada um segue do jeito que quer, mas sempre respeitando a história criada pelo anterior. Mas respeito não significa em concordar, e sim em dialogar.

Quando a emoção e a razão dialogam temos a sabedoria… quando elas brigam temos o impulso.

Amor galera… paz… humildade…

Abraço a todos.


Julgue um filme pela capa!

Um velho ditado diz: “Não julgue um livro pela capa”. Como toda sabedoria popular, essa expressão faz muito sentido, pois muitas coisas não são o que aparentam. Porem no mundo dos filmes esse dito não é tão verdadeiro. A industria cinematográfica não é muito original na hora de escolher a capa de suas produções. Dessa forma, podemos sim julgar um filme pela capa. Aqui vão 13 dicas na hora de escolher um filme:

1. Pessoas na praia e/ou cabeças voadoras nas nuvens

Não tem como escapar: é um filme de drama. Prepare-se que com certeza o personagem principal ou alguém envolvido com ele (namorada, pai, irmão, bichinho) vai morrer no final.

2.  Costas com armas

Filme de ação daqueles que o personagem principal faz coisas absurdas e sempre fica com garotas lindíssimas. Não encontrará diálogos inteligentes e provavelmente o final é previsível.

3.   Costas com Costas

Inegavelmente Comédia Romântica, e daqueles que namoradas adoram. Vale a pena para passar o tempo. E no final….eles vão ficar juntos.

4.  Na Cama

Aviso para os tarados: essa capa é para enganar vocês! Mesmo com a insinuação esses tipos de filmes raramente mostram imagens picantes e são repletos de falatórios longos e entediantes…

5.  Olho em você…

Grande probabilidade de ser um filme de terror. Cuidado na hora de escolher, pois os melhores do gênero costumam ter essa capa, mas ela também é muito usada para filmes Trash.

6.  Natureza azul

Os documentários sobre a natureza devem ser obrigados a colocar azul na capa, pois a maioria deles sempre tem essa cor. Também é usado para filmes típicos de sessão da tarde com amigos animais.

7.  Preto/Laranja

Filmes de ação, com muitas explosões e perseguições de carro. 93% de chance de aparecer o Nicolas Cage.

8. Correndo para se salvar

Mais uma capa clássica de filmes de ação.  O personagem principal perderá alguém querido e vai passar a maior parte do filme fugindo de organizações criminosas, o governo, o FBI ou qualquer outra coisa. Mas no final tudo vai acabar bem, e nosso herói terá sua vingança.

9. Pernas abertas

Mas uma noticia para os tarados: esse tipo de filme vai ter imagens picantes. Na verdade o filme inteiro vai ter cenas de apelações sexuais, às vezes sem qualquer contesto com o roteiro.  Não espere encontrar o sentido da vida num filme desses.

10.  Rostos

Esses são mais complicados, pois pertencem a vários gêneros. Mas, normalmente são diretores querendo mostrar como eles são inteligentes e alternativos…. muito longe da realidade.

11. Vestidos Vermelhos

Durante um século de historia do cinema é assustador a quantidade de capas com mulheres usando vestidos vermelhos. Tentam mostrar a imagem de garotas fatais e provocantes. Cuidado com esse tipo, pois são filmes feitos para vender (os famosos enlatados americanos).

12.  Nada Original

São cópias dos cartazes de filmes que fizeram sucesso.  Nem se comparam com o original.

13. Texto na Cara

Ultima tendência em capas. Alguns filmes novos já estragaram esse modelo, mas geralmente são filmes inteligentes.

 

Bem, fico por aqui!

obs: Texto adaptado de Oh No they didn´t.


Histórias construindo valores…

Como meu último post do ano, eu gostaria de registrar um post que estava em rascunho, pois faltava a imagem perfeita. Essa chegou até mim de uma forma bem surpreendente e emocionante. Eu num sou muito bom com emoções, as vezes não sei lidar com elas e as vezes até sei mas não tenho um jeito adequado.

Por isso, mesclei as várias frases que eu tinha para dizer aqui…

“Definição física, biológica e metafísica de suporte: Amizade”

“Carinho, cuidado e longas conversas que geram reflexão. Definição indefinida dessa srta: Elo”

“Anfitriã e base pro elo… sem saber, ela marcou um ínicio de um ciclo.”

“Não depende do cenário, não depende do sorriso, não depende de nada… eles, independente do tempo e da distância, estão colorindo o caminho por onde passamos, através das boas energias.”

“Curiosidade e companheirismo, acho que essas palavras são incapazes de defini-la, mas com certeza são fácilmente observadas de longe!”

“Sem muitos planos, colecionamos bons momentos…”

“Sem muitos enfeites, colecionamos lindas imagens…”

Enfim, se havia algum plano para 2011, este foi realizado sem muito planejamento, e com doses significativas de esforço e empenho.

Não existem receitas, a não ser liberdade de cada um ser o que é e se encontrar com seus semelhantes e seus opostos. O ano terminou (praticamente) mas terminou com cara de começo de uma longa amizade, assim espero e assim torço por tal.

Abraço a todos, feliz 2012.

Referências ao texto: Velhas amizades… Novos conceitos!


Ainda chove

Olha, eu não posso reclamar da vida (e nem vou). Tenho saúde, uma boa família, amigos que posso contar e um bom emprego que incentiva minha criatividade e paga minhas contas.

A situação definitivamente não está ruim mas ultimamente ando um pouco desmotivado, sem muitas expectativas.  Talvez seja pelo fim do ano, não sei…

Estou na fase de não acreditar em muita coisa, na verdade em acreditar em absolutamente nada. Apenas sigo em frente, sem saber ao certo por onde devo ir, como a chuva que cai do céu e corre pelo mundo, sem caminho definido. Longe de mim ser do clube Zeca Pagodinho – “Deixa a vida me levar, vida leva eu”, só estou um pouco cansado de tudo. Cansado de velhas situações que não se definem ou modificam.  Esse “mais do mesmo” me consome.

Olho ao redor do quarto:

Sem família.
Sem amigos.
Bichos de estimação estão escondidos pela casa.
Inteiramente só.

Gosto quando a mente fica assim calma, sem milhões de pensamentos vindo ao mesmo tempo, sem recordações, sem carências, apenas o suficiente para refletir como as coisas estão e reconhecer o que incomoda.

Eu já esqueci,  já perdoei, já perdi perdão. Desejo do fundo do coração a felicidade de todos, amigos e inimigos, longe ou perto de mim. Então por que essa necessidade de me perder, fugir e viver a história de outro alguém ainda insiste em me visitar? Será aquela velha história da “eterna insatisfação”?

Mas tudo bem…. O que eu quero nesse momento ainda não existe, mas um segundo depois tudo pode mudar.  Sei que no final a chuva passa, os ventos se acalmam e os primeiros raios de sol aparecem.

Uma hora eu abro a janela e deixo o dia entrar.

“Às vezes estou por cima, às vezes estou por baixo.
Mas estou sempre por alguma coisa.
Por alguém. Por aí.”

Beijo do gordo


Até quando só planos? Mensagem de final de ano…

Planos são fáceis de fazer, a receita é simples: Basta sonhar com alguma coisa, desejar algo e planejar. O dificil e ir atrás e pegar para você, realizar, conquistar.

Mas e quando os planos ficam só como planos mesmo? O que fazer?

A pergunta parece estar equivocada, pois se os planos já estão prontos, então além de saber o que fazer, precisamos saber o que não fazer.

Este post nasceu há algumas semanas, mas só agora que a minha ansiedade se mostrou mais evidente é que pude conclui-lo. Basicamente o que mais encontro são pessoas que:

  • não sabem o que fazer
  • tem medo de fazer
  • abraçam o mundo
  • esperam acontecer

Não que isso as define como um todo, em algumas ocasiões as situações se misturam, mas o ponto chave disto é o que não apareceu na lista:

  • os que constroem

As quatro características estão presentes neste item isolado, elas existem mas não são capazes de desanimar as pessoas que resolvem construir algo.

Um primeiro exemplo bem claro disso é alguém que não sabendo o que fazer, se lança a aventura de conhecer o mundo ai fora, vai procurar o que fazer e por vezes acaba encontrando, mas ele saiu e foi a procura.

Um segundo exemplo é o medo, que nos protege ou nos avisa dos riscos, mas os construtores se cercam de cuidados e enfrentam o medo não o desafiando, mas com muito respeito, transpondo-no.

Um terceiro exemplo são os que abraçam o mundo e viram construtores ansiosos e um tanto confusos, mas ao ser isso, ao se “aventurar” e ter uma experiência abrangente, mesmo que pouco aprofundada, eles se tornam pessoas sábias por conhecerem caminhos diversos, mesmo que não tenham chegado ao fim de nenhum deles.

Um quarto exemplo é aquele que espera acontecer. Mas veja bem, esperar construindo é muito diferente do que esperar… esperar… esperar…

Para 2012, pessoas, leitores e não leitores, eu desejo a vocês um ano cheio de construções. Não de que todas elas sejam erguidas num prazo determinado e etc, mas que de todas se tirem lições verdadeiras e únicas para cada um de vocês.

O plano só deixa de ser plano quando a primeira pedra é erguida, e mesmo que ela caia, o plano deixou sua condição de “plano” e se tornou uma tentativa.

Um feliz 2012, feliz natal, um abraço e obrigado aos que ativamente participaram deste blog. Ele cresceu graças ao incentivo, críticas prós e contras, e muito sentimento, traduzido com palavras de três pessoas que constroem!