Arquivo da tag: mudanças

So long, my friend

frindship animals kitty kat amizade gatos black orange preto laranja so long my friend blog não pense

Despedidas sempre tiveram um grande poder de influência no meu humor.
Ainda tenho na memória os dias que levava minha mãe na rodoviária por conta do trabalho, esperava ela subir no onibus e a observava partindo. Em quase todas ocasiões me perguntava se haveria uma melhor maneira de se despedir, pois me parecia que sempre ficava algo por dizer.

Eu não sou de chorar, mas despedidas me comovem e hoje eu me despedi de um amigo que vai mudar de cidade. Fechamos um ciclo para começarmos outro.
Sei que faltará algo nos meus dias afinal a distância impossibilita aquelas visitas rápidas e as conversas semanais jogadas foras numa mesa de bar.

Mas eu sei que a vida tem dessas coisas. O tempo passa, a gente cresce e os desafios ficam mais complicados e em certos casos, mais distantes.
Agora é olhar para frente e ver o que o futuro nos trará.

Lhe desejo o melhor e já faço planos para o dia em que irei visitá-lo.
Bons momentos me vêm a memória e sorrio com a certeza de que você vai levando ao menos um pouco mim.
Porque muito de você está aqui comigo.

Beijo do gordo


Equilíbrio e mudanças

Ultimamente venho pensando muito em equilíbrio e como o perdê-lo influencia diretamente cada passo que você dá.  Se pararmos pra pensar, toda experiência é valida de alguma forma, boa ou ruim, mesmo sofrendo você aprende. Alias, tenho em mim que a dor ensina mais do que qualquer outra coisa.Mesmo assim é muito difícil lidar com a noção de que suas escolhas erradas levaram a uma situação indesejada e permanente. Você é obrigado a conviver com isso todos os dias, todas as horas, pro resto da vida.

Não existem substitutos na perda.

Alguns perdem o equilíbrio quando comem, outros em alguns vícios físicos. Reparo que muitos têm vícios de pensamentos, não se desprendem de uma idéia ou pessoa e por isso perdem parte da sua vida, levam anos para identificar e mudar, quando conseguem…. outros querem tudo ao mesmo tempo e esquecem do que já tem. Isso vai influenciar de alguma forma as suas decisões e é ai que mora o perigo.

As conseqüências disso são fodas de mais. Não há remédio e nem porre que façam passar. É como aquelas dores chatinhas que você consegue suportar mas que incomoda,  algo que irá te acompanhar por um tempo, mesmo que você esqueça, mesmo que você se perdoe.

Identificar tudo isso leva a mudança e eu estou tentando mudar.
Exemplo? Estou tentando enxergar sempre o copo meio cheio, nas pequenas situações e também nas grandes. Ouvir muito mais, falar menos. Quero adquirir hábitos mais saudáveis e pensamentos mais leves… talvez mudar as pequenas coisas do dia-a-dia me dêem a força necessária para mudar o que é mais difícil para mim.

mudanças boas, escolhidas, outras necessárias ou inesperadas, seja qual for, o importante é ter a coragem de seguir em frente enquanto o resto do mundo parece estar parado.

Eu entendo a resistência que sentimos na mudança, o incerto sempre nos fará ter um pouco de medo e não há formulas para bular isso, mas no meu pequeno entendimento acredito que pensar um pouco mais na frente, em como tudo pode se transformar a partir daquela pequena decisão, me faz querer continuar.

Mudar, meu caro, leva a evolução.
E a evolução nos leva um pouco mais para perto de Deus.

Beijo do Gordo